Posted on: 27 de novembro de 2020 Posted by: Rafique Nasser Comments: 1

*Divisão de Comunicação da Teia dos Povos

A Teia dos Povos anuncia aos seus apoiadores, a partir dos seus Elos e Núcleos, a construção do Fundo Soberano dos Povos. Essa iniciativa, planejada de forma coletiva, gerido exclusivamente pelas mulheres da articulação, tem o objetivo de investir nos caminhos da autonomia – pois já percebemos que não é mais possível confiarmos nos governos e nas forças políticas convencionais. Sabendo que a luta possui custos de trabalho de diversas naturezas, buscamos, junto a vocês que acreditam nesta Aliança Preta, Indígena e Popular, recursos para implementação de instrumentos de soberania nos nossos territórios.

O Fundo será exclusivamente destinado às atividades relacionadas ao fortalecimento da autonomia . Dentro da jornada que nos conduz até à vitória contra o capitalismo, o racismo, o machismo e demais opressões sistêmicas estabelecidas historicamente a fim de subordinar os povos, essas atividades são passos necessários: a conquista da soberania alimentar e da soberania pedagógica. A alimentação do corpo e da mente são igualmente essenciais. 

Queremos colocar em prática, com a importante colaboração de vocês, etapas fundamentais para a grande luta: Implantação de Sistemas Agroflorestais (SAF’s), expansão da Rede de Sementes, sistema de captação de água da chuva nos territórios onde não há recurso hídrico em abundância, proteção de nascentes, desenvolvimento de produção agrícola em áreas com baixa produtividade por falta de crédito e edificação de escolas livres. Reiteramos que o Fundo de Soberania não terá outra destinação, pois se investirmos recursos, tempo e trabalho em algo que não possui condição de se estruturar autonomamente, podemos viciar uma relação de apoio. Ou, de outra forma, diminuiremos os riscos de que um fundo se torne alvo das críticas e ataques à articulação por parte de nossos adversários e inimigos. 

Estamos estudando as melhores formas de viabilizar as contribuições. Conta digital, com a possibilidade de ser através do novo PIX – pela facilidade de transferência de quaisquer bancos e fintechs sem pagamento de taxas – e uma campanha online – apoia.se, por exemplo. Além da doação de recursos e trabalho – profissionais como médicos, enfermeiros e etc, poderão se dispor à auxiliar nas necessidades primordiais dos territórios -, seria também possível a compra sementes crioulas para doá-las a alguma comunidade, ou até mesmo a aquisição de nossos produtos de forma solidária (como camisas, livros, artesanatos e etc).

 Também, conforme os avanços, poderemos desenvolver a loja virtual no site da Teia para a venda de produtos dos nossos variados núcleos de base, deixando sempre uma pequenina parte para o fundo. Outro modo de avançar com o fundo é garantir que os territórios apoiados pactuem-se, uma vez alcançada a soberania, em devolver parte ou a totalidade do que recebeu e ser solidário aos demais territórios. Os aspectos quantitativos devem ser pensados de acordo com os contextos particulares, diante da realidade concreta de cada lugar.

Lançaremos, mais para frente, uma carta com mais detalhes sobre o  projeto. Mas, já nos comprometemos em executá-la de forma transparente. A Divisão de Comunicação da Teia dos Povos criará uma equipe responsável por uma prestação de contas de forma ordinária, com a publicação de fotos, vídeos e demais registros sobre as atividades financiadas pelo fundo. Feita como uma prestação de contas política, entre militantes, e não uma burocracia como as dos editais do governo.

Confiamos nos nossos, aprendemos cotidianamente que a união, o que nos faz convergir em uma comunhão inquebrantável, de fato faz a força.

 

O QUE NOS UNE É MAIOR QUE O QUE NOS SEPARA

DIGA AO POVO QUE AVANCE!

AVANÇAREMOS!

1 people reacted on this

Leave a Comment