Posted on: 28 de dezembro de 2021 Posted by: Teia dos Povos Comments: 0

Nota da Comissão Organizadora da VII Jornada de Agroecologia da Bahia

A comissão organizadora da VII Jornada de Agroecologia da Bahia, realizada pela Teia dos Povos, vem a público informar que em virtude da catástrofe climática que estamos vivendo na Bahia, estamos adiando por tempo indeterminado o nosso encontro que ocorreria no Quilombo de Conceição em Salinas das Margaridas.

Muitos de nossos territórios perderam roças, moradias, benfeitorias, há risco de insegurança alimentar, fora as complicações que a COVID-19 e o surto de H3N2 estão causando em nosso estado. Assim, seria impossível nossos povos saírem de seus territórios para o grande encontro no Quilombo de Conceição enquanto seus territórios possuem urgências vitais para a sobrevivência de seu povo. Toda nossa energia, recursos e trabalho devem agora se voltar a cuidar de nossa gente e reconstruir, na medida do possível, os territórios atingidos.

Ainda esta semana nós informaremos como devolveremos os valores das inscrições das pessoas que já efetuaram o pagamento. Conclamamos, contudo, às pessoas que se puderem, deixem parte ou o valor da inscrição como solidariedade aos territórios atingidos. No mês de janeiro os conselheiros e as conselheiras estarão reunidas presencialmente para avaliar o tamanho do prejuízo – que ainda segue ocorrendo – e pensar uma nova agenda para a Teia dos Povos.

Sentimos muito por quem já comprou passagens e contratou hospedagem, mas estamos diante de uma decisão sobre vidas. Nossa VII Jornada tinha como intenção abordar os temas da água e da ancestralidade na defesa do território. Parece que as águas estão falando conosco há semanas. Escutando seu chamado, retornaremos ao cuidado de nossa gente e à reflexão sobre nos afastar de modo de produção que tem causado tanta destruição.

Que nossas companheiras e nossos companheiros de longe saibam: o que nos atinge agora vem em formato de água, mas não é nada mais do que o efeito do ecocídio que o sistema capitalista nos tem imposto. Nós nos ergueremos, nos levantaremos por justiça ambiental, por terra e território!

Leave a Comment