Posted on: 21 de janeiro de 2022 Posted by: Teia dos Povos Comments: 0

Doações podem ser feitas até 15 de fevereiro

Desde o dia 14 de janeiro, a comissão Pró-Teia dos Povos de Pernambuco tem se mobilizado para o auxílio a comunidades que tiveram seus plantios e reservas de sementes afetados pelas chuvas e enchentes no sul e extremo sul da Bahia. As doações de sementes crioulas podem ser realizadas até o dia 15 de fevereiro em diversos pontos do território pernambucano. Encerrado esse prazo, as doações serão reunidas e levadas à Bahia por uma delegação dessa comissão.

Os territórios do sul e extremo sul da Bahia foram assolados pelas fortes chuvas que ocorreram no último dezembro, em consequência da crise climática gerada pelo capitalismo e sua lógica criminosa, ecocida e predatória, que devasta biomas e ataca a vida. Aqueles que mais sofreram com a tragédia foram comunidades indígenas, quilombolas, assentamentos e periferias, que perderam vidas humanas, casas, além de estruturas comunitárias de saúde, alimentação, distribuição de água, entre outras.

Em meio a tantas perdas e à urgência de se prevenir contra a insegurança alimentar, a arrecadação de sementes crioulas para ajudar no reabastecimento dos bancos e na restituição das lavouras é fundamental. Para esta ação específica, a fim de facilitar a logística de arrecadação e transporte, o conceito de semente crioula foi restrito ao de grãos. A campanha é uma iniciativa da Teia dos Povos, em parceria com o Centro Sabiá, a Rede Semeam, Centro de Agricultura Xukuru do Ororubá, MCP – Movimento Camponês Popular e MST.

Sensível à realidade dos territórios, a comissão convidou à participação: “Sabemos das dificuldades de muitos agricultores familiares para a doação de sementes durante esta época do ano em Pernambuco, pois é tempo de plantio. Pedimos a quem puder que colabore. Quem não puder agora, poderá disponibilizar sementes após a colheita com vistas à criação de um banco de sementes para as necessidades futuras, que, sabemos existirão.”

CONHEÇA AS ENTIDADES PARCEIRAS DA CAMPANHA:

Teia dos Povos: teiadospovos.org

Centro Sabiá de Desenvolvimento Agroecológico: centrosabia.org.br

Rede Semeam – Rede de Sementes Crioulas do Agreste Meridional de Pernambuco: @redesemeam

Centro de Agricultura Xukuru do Ororubá: @caxoxukuru

MCP – Movimento Camponês Popular: mcpbrasil.org

MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra: mst.org.br

CONTATO:

teiadospovospernambuco@gmail.com

Eva Duarte (81) 991738073 (telefone e zap)

LOCAIS DE COLETA DE SEMENTES EM PERNAMBUCO:

Capital
– Armazém do Campo: Avenida Martins de Barros – Santo Antônio, Recife
Zona da Mata Sul
– Secretaria da Regional Galileia (MST): Loteamento Henrique Queiroz, 52 A, Bela Vista, Vitória de Santo Antão
Agreste Central
– Centro de Agricultura Xukuru do Ororubá: Aldeia Boa Vista, terra indígena Xukuru do Ororubá – Pesqueira
– Escritório do Centro Sabiá: Avenida Vigilante Rodoviária, 180, Nova Caruaru, Caruaru, (aberto de segunda a quarta-feira das 8h às 17h)
Agreste Meridional
– Sede da Gerência Regional do IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco): Avenida Caruaru, 228, Heliópolis, Garanhuns.

Sertão do Moxotó
– Associação Comunitária Esperança de Todos: Sítio Serrote Preto, Buíque
– ASAP (Associação Agroecológica do Pajeú): Assentamento Jacú, Sertânia
Sertão do São Francisco
– CTL Cabrobó/FUNAI: Avenida Brigada de Alencar, 90, Centro, Cabrobó
Sertão do Pajeú
– Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São José do Egito: Rua Padre Vital Paiva, n° 28, São José do Egito
– Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serra Talhada: Rua Padre Ferraz, n° 384, Centro, Serra Talhada
– Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Afogados da Ingazeira: Avenida Barão de Rio Branco, n° 213, Centro, Afogados da Ingazeira

Leave a Comment