Posted on: 25 de dezembro de 2020 Posted by: Erahsto Felício Comments: 1

São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul, é território ancestral do povo Xokleng. Neste final de ano, os companheiros e as companheiras desse povo começaram uma retomada de seu território preocupado, sobretudo, com o futuro da Floresta Nacional (FLONA) que corre o risco de ser degradada na privatização da política de passar a boiada que o atual anti-ministro do meio ambiente. A resistência indígena no local tem sofrido com a vigilância da FLONA que tem intimidado apoiadoras e apoiadores do grupo Xogleng que iniciou a retomada.

Reintegração de posse

Na véspera do natal e contrariando a decisão do STF de não constituir reintegração de posse que desabriguem pessoas no meio da pandemia, um juiz plantonista autorizou a imediata reintegração de posse do território Xokleng. A decisão do povo é de seguir em resistência. Escrevem:


Nós vamos resistir ! Não vamos sair do nosso território! A mais de 520 anos de massacre e miséria estamos resistindo! Enquanto os territórios indígenas são explorados e destruídos por eles, nós queremos a vida, queremos a proteção do território e de todos os seres vivos! Nenhum direito a menos. Isso é o mínimo, só queremos que nossos filhos e filhas continuem vivos, vivendo com dignidade na terra que é deles por direito!

Comunicado Xokleng

Pedido de ajuda

O povo Xokleng conta com a solidariedade dos povos em luta, de lutadoras e lutadores por uma vida digna para que a resistência siga. Atualmente eles estão precisando de água, tábuas, alimentos frescos para garantir a posse como verdadeiros donos das terras. Eles disponibilizaram uma conta para transferências. Quem puder, apoie, quem não puder, compartilha para que chegue a outras pessoas em solidariedade.

Banco do Brasil
Ag:54372
Cc: 54402
Woie Kriri Sobrinho Patté
CPF 06124632900

1 people reacted on this

Deixe uma resposta para Александр Cancelar resposta